Caso Cova da Moura: falsificação de autos pela polícia não é inédita

Acusação refere que os agentes da PSP agiram “pelo sentimento de ódio racial, de forma desumana e cruel”. Caso inédito faz questionar outros que poderão ficar na invisibilidade. “É mau demais para ser verdade”, diz Sindicato dos Profissionais de Polícia.

Lê o resto

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas