Serralves: ACT confirma existência de falsos recibos verdesEconomia

Os movimentos de trabalhadores precários tiveram acesso ao esperado relatório da ACT sobre a situação dos recepcionistas despedidos pela Fundação de Serralves, depois de coagidos a formar uma empresa após anos a trabalhar para a instituição em regime de recibos verdes. O relatório é totalmente claro sobre o essencial: existe uma relação de trabalho que deveria ser mediada por contratos de trabalho, ou seja, trata-se duma situação flagrante de falsos recibos verdes.

despedimentos em Serralves
12,159 leituras     0 comentários
PREC contra o PEC!Economia, Movimentos sociais

Em nome da contenção orçamental e do combate à crise, provocada pela especulação financeira e pela ganância dos grandes grupos económicos, o actual governo PS prepara-se para impor as regras ditadas por quem não chegou a prever que haveria crise e aprovar uma série de medidas que visam retirar ainda mais a quem já pouco tem.

PEC
10,995 leituras     3 comentários
O papa, a polícia e uma esfregona

Ontem, 11 de maio, alguns polícias à paisana tentaram, armados de uma esfregona, retirar faixas com mensagens pouco consensuais sobre a vinda do papa a Lisboa. Parecem não ter conseguido.


12,850 leituras     5 comentários
Desinformar para reprimirMovimentos sociais, Repressão

A relação entre a especulação imobiliária duma zona tão apetecível como aquela onde se situava a okupa da Restauração, no Porto, e o despejo dos seus habitantes nunca aparecerá no jornal da tarde da SIC. Da mesma forma, a estupidez da acusação de incentivo ao assassinato do beato Cavaco Silva nunca será desmascarada pelo Público ou pelo Expresso. A repressão que já veio e a que vier estarão sempre legitimadas em todos os quiosques e televisões do país.


11,002 leituras     0 comentários
Podemos!Economia, Movimentos sociais, Repressão

“Os e as que somos e que estamos aqui para inventar a resistência contra a onda de fascismo que nos impõem, necessitamos da solidariedade de cada um e de cada uma, de todos e todas na Europa e no mundo que sejam companheiros e companheiras. Trata-se da nossa vida, da nossa dignidade, da vossa vida e da vossa dignidade”.


11,053 leituras     1 comentários
Belo Monte: Kayapós pegam em armas para impedir a catástrofe ambiental na AmazóniaEcologia

A barragem de Belo Monte, com licença já cedida, ameaça devastar grande parte da floresta da Amazónia, desviar o rio Xingú e deslocar cerca de 20.000 pessoas das suas terras ancestrais, para além de destruir os meios de subsistência de mais de 12 mil índios. Os kayapós ocuparam esta semana o local da barragem e pretendem construir aí uma cidade, colocando lá cerca de mil índios. E avisam: "Haverá derramamento de sangue e o governo será responsável por isso".


14,517 leituras     16 comentários
25 A: hoje e sempreMovimentos sociais, Repressão

Cagamos para o Melo Antunes, para o Otelo e para o Vasco Lourenço. Se alguma coisa nos move em torno desta data não é a memória do capitão de Abril e do chaimite. Mas sim a de todas as pessoas que naquele dia saíram à rua, desobedecendo directamente às ordens difundidas pelas rádios. Porque a imposição do medo foi, e continua a ser, a arma de preferência dos poderosos. Algo amplamente demonstrado pelos acontecimentos dos últimos dias.


10,697 leituras     0 comentários
Turim: a injustiça alimenta a revoltaDiscriminação, Economia, Movimentos sociais, Poder e autodeterminação, Repressão

A 23 de Fevereiro deste ano, realizou-se uma "caça às bruxas" em toda a Itália em particular na cidade de Turim. Seis anarquistas foram presos sob acusação de "associação para conspiração", alegadamente responsável (entre outras iniciativas) por uma série de acções contra centros de detenção de migrantes. Mas "as pessoas não precisam de apelos nem de frases incendiárias para se revoltarem, pelo contrário, é a injustiça que origina conflitos, que por sua vez podem conduzir a revoltas."


12,231 leituras     1 comentários
Quem quer arroz transgénico?Ecologia

A Plataforma Transgénicos Fora convoca a população a manifestar-se, no dia 17 de Abril a partir das 15h na Praça do Rossio, em Lisboa, contra a proposta de introdução de arroz transgénico na União Europeia. A concentração pretende mostrar que os cidadãos portugueses não querem arroz transgénico produzido e consumido em Portugal.

arroz OGM
13,999 leituras     1 comentários
Enfrentando o assédio moral e as suas brutais consequênciasEconomia, Repressão

Há já cerca de treze anos que se assiste a um dos mais brutais ataques do neoliberalismo. A incerteza relativa à permanência de cada posto de trabalho, as mudanças forçadas de funções, as tensões insidiosas para que os trabalhadores se demitam ou aceitem despromoções, tentando fazê-los responsabilizar-se por essas novas situações, têm conduzido a um número crescente de suicídios ligados ao trabalho.

assédio moral, Precariedade, Trabalho
17,377 leituras     7 comentários
Syndicate content